O botão.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O botão.

Mensagem por Andressinha em Qui 27 Out 2011, 19:54

Estória feita por mim, e vou demorar um pouco para continuar a estória: "Você quer jogar?".
Inspirada em um filme. [Tudo].

Evelin, uma mulher que cresceu na vida, com 23 anos, lutava pelo seu emprego de gerente no banco.
Era uma coisa que ela queria, e muito. Isso garantia seu precioso salário para seu casamento com Luiz.
Para ser gerente precisava seguir todas as regras do banco, pois o atual gerente havia se afastado e alguém deveria substituí-lo.
Isso para Evelin seria muito fácil, muito. Talvez agora não.

Evelin estava sentada no banco, esperando novos clientes para os satisfazê-los para garantir o seu cargo.
Veio uma velha. Parecia pobre pela situação das roupas. Parecia humilde.
Chegou, sentou e fez uma carinha de anjo.

- Olá senhora, em que posso ajudá-la?
- Eu queria que você desse um tempo para eu me mudar de casa.
- Como assim?
- Eu não consigo mais pagar aluguel, por favor, eu te imploro, dê mais um tempo.

Por mais que Evelin sentisse pena da velha, precisava de seu cargo.
Olhou para o outro gerente, que a olhava calmamente, notando seu trabalho.

- É, é... Senhora, me desculpe, eu não posso.
- Mas, mas eu não quero morar na rua, eu sou pobre, vou passar fome, por favor!
- Não, eu não posso, não posso!
- Você vai ver! Isso não vai ficar barato! - Disse a velha, tossindo com uma toalhinha na boca.

A velha saiu braba dali. Nervosa.

Evelin se sentiu estranha, com muita pena.

- É, senhora!

Evelin olhou o gerente e decidiu ficar quieta.

O gerente chegou para ela e disse:
- Você tem muita chances, isso é muito importante.

Evelin ficou feliz, seu trabalho estava feito. Mais sentia culpa e pena da pobre velha.

Na hora que ela foi sair, foi para o estacionamento fechado do banco.
Seu carro estava perto de um Uno amarelo, bem chamativo.

Seu carro era um corsa cinza.
Na hora que ela estava a caminho do carro, sentiu um frio. O estacionamento estava solitário.
Na hora que entrou no carro, ia ligar, e viu a mesma toalha que a velha usara para tossir naquela hora.
A toalha voou pelo estacionamento e bateu no para-brisa.

Evelin tomou o susto, e quando olhou naquele espelho, viu a velha atrás do banco.
A velha tapou sua boca com muita força e começou a falar com uma voz macabra:

- Você vai pagar por isso, idiota!
- Sai daqui, sai! - Disse Evelin mordendo a mão da velha.
- Não faça isso sua porca! - Disse a velha, pegando uma faca.
- Não, não faça isso você sua velha inútil! - Evelin pegou um grampeador que havia no carro,
e com muita força, grampeou o olho direito da velha.
- Você não fez isso, fez? Você pagará com sua vida sua infeliz! - A velha bateu a cabeça de Evelin no volante.

Nesse instante, ela pegou um botão e começou a falar palavras esquisitas, enroladas.
O botão era um botão normal, maior que um dedão. Era marrom e tinha dois furinhos.

- Esse botão vai custar á sua vida, imbecil.
A velha tentou golpear Evelin, mais Evelin deu um tapa na cara da velha, abriu a porta o mais rápido possível
e empurrou a velha junto com o botão, botando para fora do carro.
Saiu o mais rápido possível de lá, quase atropelou a velha.

Evelin saiu muito estranha, quando se encontrou com Luiz, sentiu calafrios.

- O que foi amor?
- Nada... Não.
- Me fala!
- Olha, hoje eu fui atender uma velha, e para garantir meu emprego, tive que recusar dar um prazo mais tarde para ela sair de sua casa.
Ela saiu brava e falou que eu pagaria por isso. Quando eu fui no carro, ela estava lá. Foi estranho. Ela me empurrou e eu bati de cara
no volante. Ela pegou um botão e falou coisas estranhas, depois, me deu esse botão. Ela tentou me esfaquear primeiramente. Depois,
tentou me golpear mais eu dei um tapa na cara dela, eu abri a porta do carro, a empurrei junto com o botão e eu saí nas pressas. Por
pouco não a atropelei. Eu senti calafrios e achei a velha medonha. O botão... Ela disse que esse botão me custará a vida.
- Está falando verdade?
- Sim. Estranho mais eu não mentiria.
- Sei... Você se livrou pelo menos... Hehe.
- Isso não é engraçado. E sim, acho que me livrei.

Do nada, ela sente algo estranho. Quando ela olhou no bolso de sua camisa social, lá estava o botão.

- Não pode ser...
- O botão? Que velha mais traiçoeira!
- O botão! Como ele foi parar aqui? Eu derrubei ele junto com a velha, aquela inútil!

Nesse momento o ar ficou estranho. O vento soprava e ambos sentia calafrios.

- Que tal ir numa Médium?
- Aquelas que vê espírito?
- Sim.
- Nada a ver Luiz. Acho que isso não é coisa de espírito.
- É sim... Se apareceu do nada aí. Já pensou como a velha entrou no seu carro?
- A, que bobeira...
- Bobeira nada sua bobinha, vou lhe provar que isso aí é espiritismo e mentira da velha medonha.
- Vai me provar que é espiritismo? Mais vai provar que a velha mentiu? Nunca te entendi Luiz...
- Vem e não enche sua bobinha.

Os dois foram em um central de espíritos que ficava próximos dali.
Era uma loja disfarçada... Vendendo cd's de músicas gospel.

- Nunca pensei que entraria aqui Luiz... Eu lembro que quando passava aqui eu me matava de rir daquele homem
lendo a mão das pessoas.
- Eu lembro que na hora que ele falou que a pessoa morreria em oito dias se não se livrasse daquele gato preto de casa,
você se matou de rir. Teve um ataque.
- Pois é.

Os dois entraram. Uma mulher baixinha os atendeu.

- Quer um cd? Vendo por 2 reais cada um. Tem promoção.
- Não, não, quero ver o médium.
- A sim, por favor, entre. - A mulher baixinha os levou para uma porta, cuja porta era uma cortina que dava para um quarto.
- Pronto moça e moço, entrem e falem com aquele cara ali. - Ela apontou para um homem negro, usava colares e muito mais.
- Ok.

Eles entraram e Luiz cutucou o homem.

- Oi, desculpe, não vi vocês. O que querem?
- Minha namorada quer contar uma história...

Evelin contou toda a história que lhe acontecera. Desde do recuso a dar o prazo até o calafrio.

- Deixe acender umas velas... E ver o botão.
O homem, que se chamava João, acendeu velas e se sentou.
- Sente-se.

Evelin e Luiz se sentou.
João pegou um óculos e colocou esse óculos e um colar de metal.
- Deixe-me ver o botão.
- Está aqui... Ele apareceu do nada.
- Mais a velha não tinha ido junto com o botão para fora?
- Eu disse, ele apareceu do nada.
- Ok.

João pegou o botão, fechou os olhos e passou a mão no botão. Passava todo segundo.
- Não, não!
- O que foi?
- Há algo de esquisito. Algo mal nesse botão. Tire-o daqui imediatamente!

De repente a luz acaba. As velas se apagam.

Continua.



avatar
Andressinha
Moderador

Número de Mensagens : 844
Localização : Curitiba.
Avisos :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O botão.

Mensagem por !!Ћลล!! em Qui 27 Out 2011, 22:18

é baseada em arraste-me para o inferno,é meio doido mesmo a mulher engole tudo nesse filme
avatar
!!Ћลล!!

Número de Mensagens : 48
Idade : 18
Localização : Em um quarto,em uma casa,em um bairro,em uma cidade,em um estado,em um país,em um planeta,em uma galáxia,em um universo!
Avisos :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 12/07/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O botão.

Mensagem por Monster em Sex 28 Out 2011, 12:22

acho que não vou gostar da história, arraste me para o inferno é o piaor filme de terror que eu já vi, muito, idiota cara.
Mals ae.
avatar
Monster
Moderador Global

Número de Mensagens : 2289
Idade : 17
Localização : Em frente a o PC
Avisos :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 11/05/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O botão.

Mensagem por Morfina em Sex 28 Out 2011, 14:14

Já vi o filme, tem mais coisas nojentas do que terror mesmo D:
mas eu não achei o filme ruim (:
Continua sim que ta lecal ^^

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
Morfina
Moderador Global

Número de Mensagens : 5094
Idade : 19
Avisos :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 28/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O botão.

Mensagem por Micas em Sex 28 Out 2011, 14:51

Concordo com a Anna

_________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
Micas
Administrador

Número de Mensagens : 6859
Localização : Num recanto obscuro da minha mente
Avisos :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 13/08/2010

http://justforcrazys.tumblr.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O botão.

Mensagem por Convidado em Sab 29 Out 2011, 09:54

Continua e eu já vi esse filme xD, eu gostei mais a musica da mais medo do que o proprio filme esse é o ruim pra mim u_u

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O botão.

Mensagem por Bianca Amato em Sab 29 Out 2011, 09:56

Continua ta demais ;b
avatar
Bianca Amato

Número de Mensagens : 6412
Idade : 19
Localização : Bh :3
Avisos :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 24/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O botão.

Mensagem por !-Dark!- em Sab 29 Out 2011, 11:00

continua *W*

_________________
Administrador.
avatar
!-Dark!-
Administrador

Número de Mensagens : 707
Idade : 19
Avisos :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 25/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O botão.

Mensagem por chari em Qui 17 Nov 2011, 16:00

Continuaaa. :sadonion:
avatar
chari

Número de Mensagens : 332
Idade : 19
Localização : Naquele canto escuro do seu quarto :)
Avisos :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 21/02/2010

http://doce-depressao.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O botão.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum