We're not in Wonderland anymore, Alice.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

We're not in Wonderland anymore, Alice.

Mensagem por Killer_146 em Ter 03 Jul 2012, 04:00

Bom, como sempre eu estou sumida né? Enfim, poucos devem lembrar de mim, só o pessoal que estão aqui pelo menos desde 2010, que foi quando eu entrei aqui. Bom, antes de escrever a história que vim escrever queria ressaltar que alguns usuários estão escrevendo histórias em partes. E eu acho que deviam escrever tudo junto por que é mais fácil, e não confunde muito o pessoal. Escreve tudo de uma vez ou vai escrevendo aos poucos no computador, e salvando e quando estiver pronta vocês postam, por que ai os leitores não se confundem tanto. E deveriam corrigir alguns erros, por que um errinho e outro até que vai, mas ficar abreviando as palavras fica meio chato e as pessoas perdem a vontade de ler. Enfim, não vim aqui pra criticar, só queria fazer uma pequena observação.


Era noite já, e Alice estava ajudando a irmã a recolher os livros que passara lendo a tarde toda enquanto a pequena de cabelos loiros fazia uma coroa com as flores que recolhia, conversava vez ou outra com Diná, sua gatinha, já que os livros de sua irmã não a atraia, pois do que serve um livro sem desenhos ou diálogos? Até adormecera e tivera um sonho estranho no qual entrava em uma toca de coelho e caia em um lugar desconhecido, onde tudo que ela poderia imaginar ou não acontecera. Parecia tão real, tinha até o coelho branco de colete, luvas, leque e relógio de pulso! Não foi tão ruim, tirando que todos os moradores do local pareciam ter alguns parafusos soltos. Mas isso não vem ao caso.
Recolhia o último livro quando avistara um coelho branco parecido com o do sonho, mas não era do mesmo jeito, aquele tinha o pelo branco e bem penteado, limpo, e o colete estava em bom estado. Mas esse tinha o pelo e colete encardidos, e até alguns cortes no colete, e o bolso estava furado fazendo que o relógio ficasse pendurado e balançando. O coelho parou em sua frente e sorriu sadicamente antes de voltar a correr em direção a uma toca escura e que parecia ser bem profunda. Não era conhecidencia, seu sonho era exatamente assim. - tirando o fato do coelho estar bem sujo e magro. - Sem pensar, Alice mergulhou na escura toca atrás do coelho estranho que ria com a voz rouca. Alice teve um pouco de medo, mas isso nunca pararia sua curiosidade.
E depois de muito tempo caindo, ela estava de cabeça pra baixo, com os pés presos em um apoio dourado, que diferente do sonho estava bem sujo e parecia enferrujado. Rápidamente tratou de correr atrás do coelho que entrara na salinha onde devia estar as portas diversas. Alice correu pra mesinha onde estava um frasco com o rótulo 'Beba-me'. Sem pensar pegou o vidro e derrubou a mesinha para que não precisasse crescer novamente e estragar tudo como no sonho - No livro Alice no país das maravilhas, a Alice pega a garrafinha e bebe, encolhe pra passar na porta, mas a chave da porta fica em cima da mesinha de vidro, então ela come o bolo e fica grande demais, começa a chorar e inunda a salinha, então bebe mais e fica pequena, e não alcança a chave, e acaba ficando presa na lagoa de lágrimas que ela mesma formou. - Pegou a pequena chave que aparecera a alguns segundos sobre a mesa e bebeu um pouco do frasco, o bastante para poder se abaixar e engatinhar pela porta, pois se ficasse muito pequena não conseguiria carregar o bolo para crescer de novo, então apanhou o bolo e correu até a porta, como em seu sonho a maçaneta começou a falar, mas Alice nada entendia, pois só saiam rosnados, e quando ela tentou colocar a chave a maçaneta tentou morder a mão de Alice que gritou e enfiou a chave na boca da maçaneta e girou para que abrisse, ao fazer, passou correndo até chegar no tão esperado jardim que ficava atrás da porta, mas pra sua surpresa, não era igual, claro que no sonho Alice inundara tudo com as lágrimas, mas antes tinha espiado pela fechadura, e oh.. Estava tudo cheio de neblina, as flores mortas, e as arvores secas. E as fontes de água fresca estavam poluídas. Aos poucos mordiscou o bolo e ficou do tamanho normal, o guardou em um dos bolsos do vestido e o frasco também depois de fechado. Não demorou muito para avistar novamente o coelho de olhos vermelhos e sorriso maldoso. O que não parecia muito confiante, e nem estava com pressa como o outro coelho do sonho, aquele era bonitinho, sério, mas não tinha aquele sorriso e expressão maldosa. Mas mesmo assim a teimosa Alice correu atrás dele.
Ao que corria olhava tudo em volta, e tremia pois tudo estava tão diferente, avistou a Duquesa com seu bebê que já tinha virado um pouco, a cozinheira vinha atrás jogando as louças e panelas, pelo menos isso parecia normal, até ela jogar um machado e cortar a cabeça da Duquesa, o bebê foi direto ao chão, mas já tinha virado porco, antes de poder correr a cozinheira pegou o mesmo pelos pés e o desmembrou na frente da pobre Alice que se pos a chorar enquanto corria. Não olhando por onde ia, trombou com os gemos Tweedledee e Tweedledum, que falavam e cantavam juntos em seu sonho. Mas eles simplesmente seguraram Alice e começaram a grunhir de forma assustadora o que fez Alice se soltar e sair correndo novamente. Se deparou com dois caminhos, um dava na casa da Lebre, e a outra na casa do Chapeleiro maluco, sabia que em seu sonho a Lepre estava na casa do Chapeleiro para um chá de desaniversário. Ficou parada pensando em qual caminho seguir, mas antes de pensar melhor o gato apareceu, ele tinha um sorriso que ia de orelha a orelha como o do sonho, mas era magro, e tinha um pescoço bem comprido, e cantava coisa que Alice não entendia, e aos poucos ele sumiu, e apareceu novamente em outra árvore, e sumiu, e para a surpresa de Alice, apareceu em sua frente e deu um arranhão em seu rosto. Se afastou rápidamente e correu pelo caminho da casa da Lebre, onde imaginava não ter ninguém, para sua surpresa, quando chegou se deparou com a Lebre e o Chapeleiro - Que estavam bem sujos, os pelos da lebre antes macios e arrumados, agora estavam espetados, o chapéu do Chapeleiro tinha um furo no topo, e estava surrado como sua roupa, seu rosto estava ralado. - queimando a pequena marmota que antes dormia na mesa de chá onde comemoravam o desaniversário. Alice ficou horrorizada com a cena e voltou a correr, dessa vez entre as árvores.
Acabou caindo quando tropeçou em uma coisa comprida e azul, se levantou para ver o que era, então a coisa se ergueu e soltou uma grande quantidade de fumaça em seu rosto. Era a lagarta, com seu narguile, novamente soltando fumaça em circulos. E gritou: Quem és tu?
Alice gritou e saiu correndo, mas a lagarta foi rastejando atrás, e era rápida como uma serpente faminta, Alice correu para o jardim de flores que no sonho pensaram que ela era um matinho. Mas gritou ao sentir um beliscão, olhou para baixo e viu que uma das flores tinha cravado seus dentes em sua perna, pisou na flor azulada e murcha que a mordeu, o que fez todas as outras gritarem e a atacarem, Alice com dificuldade escapou, voltou a correr, tentando sair daquela floresta, passou entre espinhos que rasgaram e sujaram mais ainda seu vestido azul e branco, ao conseguir sair, foi certada por cartas de baralho que apontavam lanças para ela, logo avistou a rainha antes gorda, agora bela, de cabelos soltos e vestido longo, justo na cintura e ia se soltando até os pés. Ela era a única que tinha ficado na melhor, assim dizendo perto dos outros moradores. Então ela se aproximou e pegou uma espada bem afiada e a levantou.
Cortem a.. CABEÇA!
Gritou antes de desferir um golpe em Alice fazendo a cabeça da menina ir longe.

Acordou assustada, percebendo suas roupas rasgadas, se levantou e correu até a irmã que ainda recolhia seus livros.
- O que você fez Alice?
- Eu.. Eu segui o coelho e e e e, e ele.. Oh a rainha cortou minha cabeça, foi horrível.
- Do que está falando garota? Estas louca? - Gritou agarrando o braço da menina e a levando para dentro.
Ninguém acreditou na história da pobre Alice, que foi internada em um hospital psiquiátrico, sempre via os personagens de seu sonho, os assombravam a noite, sempre tendo o mesmo sonho. Não demorou muito até Alice morrer de exaustão. Até hoje na casa e em seu quarto de hospital ouvem os gritos da rainha e os de Alice. E claro, as canções do gato, e dos outros moradores do País das maravílhas, ou país dos horrores?







Ok, a história não ficou boa, mas eu estava sem criatividade no momento, e me baseei no livro Alice no país das maravilhas do Lewis Carroll, que é diferente do filme do Tim Burton ok? As pessoas nem ligam pros livros, e sim pros filmes, que na maioria das vezes mudam muito a história. Não que não sejam bons. Mas enfim, tem um jogo baseado no livro/filme, tanto faz, que os personagens são macabros, então me baseei nele também. O jogo chama American McGee's Alice pra quem quiser dar uma olhada. HAUHAHUAHA
Da próxima vez prometo escrever algo melhor.

Killer_146

Número de Mensagens : 1093
Avisos :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 10/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: We're not in Wonderland anymore, Alice.

Mensagem por Filipe Bertarele em Ter 03 Jul 2012, 12:00

Muuuuuuuito boooa gostei muitooo,muitooo , Parabéns, :3
avatar
Filipe Bertarele

Número de Mensagens : 424
Idade : 21
Localização : Campinas SP
Avisos :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 22/10/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: We're not in Wonderland anymore, Alice.

Mensagem por † Bia † em Ter 03 Jul 2012, 18:14

Que isso, a história ficou PERFEITA *-*
Adorei (:
avatar
† Bia †

Número de Mensagens : 2675
Idade : 19
Localização : Comendo brigadeiro com a Demi :3
Avisos :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 15/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: We're not in Wonderland anymore, Alice.

Mensagem por Jonathan Mozer em Qui 19 Jul 2012, 16:57

Nossa, um fim diferente para Alice agora , rs
avatar
Jonathan Mozer

Número de Mensagens : 121
Avisos :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 15/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: We're not in Wonderland anymore, Alice.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum